Seguidores

sexta-feira, 16 de junho de 2017

E pedra já não é pedra.
Homem já não é nome de homem.
Mulher já não é mulher.
E ironicamente cotidianamente continuamos desumamos.

Nenhum comentário: