Seguidores

segunda-feira, 22 de maio de 2017

A imperfeição do poema em dias de trevas

Manhã , gotas de chuva .
Céu azul entre nuvens
o Sol.

Manhã, ausência.
Desejos .. gotas de cio no pingo de chuva.

Outono primaveril ?

Nestes árduos dias de incerteza.
Nossas vozes diante da ausência de moral.

Silencio !

Outono silencio .. O Sol aparece .. não deixemos
as incertezas tomarem conta da vida ..

O Sol nos incentiva a caminhar.

Manhã , gotas de chuva .
Céu azul entre nuvens
o Sol.

O árduo caminho nos instiga.

Passaremos por esta noite de trevas sem sonhos
e utopias.

Joka

João Carlos Faria

Nenhum comentário: