Seguidores

domingo, 27 de novembro de 2016


Sem nenhum medo de fascistas !

Fidel é Fidel .. palmeiras e futebol. E Roma fazia a junção de política e esporte. Acabei dê republicar um belo poema de Jorge de lima.
Aqui no face e sobre Roma tem uma serie muito boa na netflix !
Mais estou no meio de guerras nas estrelas !
Mais que seja nas estrelas. Já Brasília é uma interrogação afinal quem esta comandando o Brasil ?
Somos uma nau em um banco de areia e não vemos terras.
Mas nunca antes na historia deste pais se debateu tanto politica.
Não vamos temer os fascistas !
E viva o legado de Jorge de Lima.
A poesia muda nosso coração.

Joka

João Carlos Faria


Poema de Jorge de Lima

 
Canto I - Fundação da Ilha
I
Um barão assinalado
sem brasão, sem gume e fama
cumpre apenas o seu fado:
amar, louvar sua dama,
dia e noite navegar,
que é de aquém e de além-mar
a ilha que busca e amor que ama.

Nobre apenas de memórias,
vai lembrado de seus dias,
dias que são histórias,
histórias que são porfias
de passados e futuros,
naufrágios e outros apuros,
descobertas e alegrias.
Alegrias descobertas
ou mesmo achadas, lá vão
a todas as naus alertas
de vária mastreação,
mastros que apontam caminhos
a países de outros vinhos.
Esta é a ébria embarcação.
Barão ébrio, mas barão,
de manchas condecorado;
entre o mar, o céu e o chão
fala sem ser escutado
a peixes, homens e aves,
bocas e bicos, com chaves,
e ele sem chaves na mão.

- Jorge de Lima, em "Invenção de Orfeu". Rio de Janeiro: Record, 2005, p. 27. 

http://www.elfikurten.com.br/2014/03/jorge-de-lima.html

Nenhum comentário: