Seguidores

sexta-feira, 1 de julho de 2016









Praça Afonso Pena : Ventre das almas que deliram !

Aos irmãos Davi F. F. , Edu Planchez ,
Diego El Khoury, Solfidone, Elizabeth Souza.


Enxergo as vísceras em sangue, gozo e vida
dos poetas viscerais
neste século vinte e um !
Almas corsárias, amáveis que atravessam
milênios.
No ir e vir no espaço tempo !
Este sol de inverno nos impulsiona a vida.
As praças ainda não acabaram.
Dentro de mim a poesia visceral grita.
Como nas palavras de Nietzsche em assim
falou Zaratustra !
Li o livro inteiro para descobrir a frase :
Presente em um poema de Edu Planchez.
Heróis marginais poesia vivas em mim
na praça afonso pena !
Encontrar a loucura de Edu Planchez,
Solfidone !
Marcou a ferro e o fogo minha alma
de poeta !
Vísceras expostas em plena praça !
Manhas de sábado !
Eternas manhãs de sábado.
Como o poema de Vinícius de Moraes
poema oração !
Desde a lemúria, china, Egito !
Estamos a nos reencontrar sempre nas praças !
Ventre das almas que deliram !
Poesia já gritei em Paraty que vive dentro de mim.
Um pré- fáscio para Diego El Khoury …
Poesia como cantou Malafaia.
Enxergo as vísceras em sangue, gozo e vida
dos poetas viscerais
neste século vinte e um !
Cantemos a poesia em nossa casa pau
a pique em um canto da Mantiqueira.
Nossa canoa Piraquara segue no rio
Parayba do Sul.
Praça Afonso Pena,
Portal do Banhado.
O tempo não existe !
Caraguatatuba, Ubatuba !
Dancemos cirandas irmanados
em nossas vísceras.
Inexistimos, resistimos.
Como um quadro de Davi FF.
A nona esfera,
inutilmente censurado por
algum programa de computador.
Mas sua arte ecoará pelo
universo !
Como a teoria do caos nos diz !
Borboletas, poetas , profetas
Borboletas …
Poesia registrada em nossa retinas !
Quiça os Deuses permitam -me
gestar novos livros !
E os parir !
Do ventre de mãe Gaia.

E Nietzsche em Zaratustra

Cantou :

“ É necessário possuir um caos
dentro de si para fazer nascer
uma estrela brilhante “

Que das trevas faça -se
luz !

Joka

João Carlos Faria 

Escrito após a leitura da coluna de Elizabeth
Souza o canto da cultura na revista Entrementes
edição de inverno de 2016
E o pré – fácio escrito por Edu Planchez para
o livro de Diego El Hhoury.




Nenhum comentário: