Seguidores

domingo, 26 de junho de 2016


A mala magica de livros !

E tudo desmancham-se feito castelos de areia !
Por estes dias de inverno quero cruzar as
estradas de Ubatuba.
Achar portais em pedras, atravessar buracos de
minhoca e encontrar um planeta azul no
outro lado da galaxia.
Quero voltar e contar toda a historia.
Enquanto a Europa se desmancha como
castelos de areia !
E a velha liberdade ocidental não existe,
Rambaw caminha por ai. Ele que deu vida
aos desajustados de todos os tempos !
Poetas com sua certezas inabaláveis.
Caminhar pelas areias de Caraguatatuba
dizer não a pressa e ao tempo.
O que seria de nos sem poetas leio Ferreira
Gullar em seus desafios e desafetos
na Folha de domingo.
Procuro uma festa junina em um sábado
e caio em um shopping.
Não quero ler livros nestas geringonças
tecnológicas quero o livro de verdade.
Falha Magnética de Ricola de Paula
novamente em minhas mãos.
E o fim de semana passa e não cruzei
as estradas do Vale do Paraíba.
Li jornais em salas de leitura,
dancei frevo e ciranda no parque.
Depoimentos embaixo do sol a George
Furlan.
Lembranças da Praça Afonso Pena
quando poetas, profetas ali se
reuniam.
E tudo passa desde o velho
Egito.
Vi sarcófagos, Ísis, Horus, Anúbis
diante de meu olhar.
Quero desvendar a mim mesmo
enquanto caminho a pé pelas
estradas em que Anchieta caminhou.
Uma tribo Tupi Guarani descoberta
em São José dos Campos !
Será que seremos descobertos por outras
civilizações que ainda existirão.
Chico Buarque nos inquieta ?
O que seria a vida sem arte ?
E diante dos Deuses do Egito entro em
êxtase.
E por onde anda Solfidone ?


Joka

João Carlos Faria

Nenhum comentário: