Seguidores

sexta-feira, 20 de maio de 2016


Tentando decifrar as linguagens da periferia

Quando entramos em contato com a cultura hip hop, fanke e tudo
o mais que a periferia produz nos sentimos uns idiotas totais.
O novo se faz diante de nossos olhos dentro dos muros escolares.
E o latifúndio acadêmico com suas teorias se perde.
Entender o que eles querem nos dizer se faz urgente !
Estamos completamente perdidos com estes conteúdos oficiais diante
do novo !
Só nos resta abrir as brechas e deixarem eles se expressarem.
A antropofagia de Oswald Andrade pode nos fazer entender alguma coisa !
A academia não fala a língua do povo !

Joka

João Carlos Faria

Nenhum comentário: