Seguidores

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016


Shambala

Para que o poema ? Nestes dias de carnaval.
Onde as pessoas se saltam no vazio do abismo
e nos aqui lendo o poema.
Nestes dias que jovens fazem festas as seis da
manhã para sair da realidade.
E nos aqui lendo poemas ?
Uma ilustração de Blake.
Um retiro no Pandavas.
Subir uma montanha.
E as portas não se abrem ?
Lobsang Rampa aos sete anos ficou de fora
de um templo por três dias para conseguir seguir seu caminho,
e entrar no templo.
Para que poemas ?
Se temos que ganhar o pão de cada dia !
Não há outra alternativa a não ser seguir o caminho,
superar nossas dificuldades.
O poema fala da alma e da terra. Fala da vida.
Para que meditar com hora marcada ?
Afinal assistir a um jornal com suas meias verdades
não vai me fazer subir a escada de Jacó.
Sentir o universo de outras maneiras.
Nem tudo esta perdido mesmo que ainda nossa
alma seja pequena.
Ir além de nossas impossibilidades.
É carnaval e não vou a Shambala !


Joka

João Carlos Faria

Refletindo dois poemas de Elizabeth Souza

Nenhum comentário: