Seguidores

domingo, 3 de janeiro de 2016


As pedrinhas de brilhantes
Na Velha São Xico da Mantiqueira

Verão
A praça , coreto
Cachoeira !

São Francisco
Mantiqueira,
seu nublado,
O amor entre nuvens
além do horizonte !

Pedras,
chuvas
Cachoeira !

A Pedro David
Logo ali a um
tirinho de espingarda !

Uma única rua principal,
bares chiques e eu
sempre na velha padaria da esquina !

Caldo de cana, almoço !
E cavalos. Bêbados fazendo
arruaças e desencantando as moças !
E cade a policia ? Cade a justiça ?
E aquela rua não é minha não é sua.
Mas mesmo assim eu iria ladrilhar
com as pedrinhas de brilhante !

E o tempo passa, caminhadas,
cachoeiras , ar puro e a Serra
dentro de nossos corações …
Esta São Francisco Xavier encanta
e faz justiça ao nome São José dos Campos.

Cade os velhos músicos Valeparibainos
que não estão a tocar no velho coreto ?

Pedrinhas de brilhantes,
pássaros cantantes na bucólica São Xico !

E a vida passa e eu ainda sem um cantinho
para plantar e colher !

Mantiqueira,
Verão, vida !
E a serra esconde um gigante adormecido
segundo a lenda de meu avô João Caetano
que nos contava naquelas estradas que
na infância nos levava a Paraisópolis MG !
E a Mantiqueira ESTA sempre dentro
de nossas almas !
E a memoria e cade o velho gigante ?

Verão
Mantiqueira !
E as canções do pássaro azul
nas estradas em busca de alcançar
a alma !

Verão
Como dói pegar o ônibus
de volta a cidade.
Um dia quem sabe uma casinha onde
eu tenha minha internet para
enviar meus escritos para o mundo !

Mantiqueira
Encanto
Amor, vida
Verão !

Como é difícil criar um haicai que
sintetize o amor a Mantiqueira ...


Joka

João Carlos Faria

Nenhum comentário: