Seguidores

quarta-feira, 18 de novembro de 2015


Uma luz para o fim de uma crise ficcional ?

Trabalhando no comercio se consegue perceber o quanto da crise econômica brasileira
tem um bocado de um fator psicológico negativo na economia.
Percebe-se que o poder aquisitivo das famílias e a renda em geral do brasileiro melhorou.
O número de pessoas com diplomas universitários subiu de 8 por cento para 13 por cento
nos atuais governos do PT.
Então o pais já tem vários ganhos conquistados na gestão Lula e Dilma.
A economia precisa é voltar a crescer. É necessário formar a população na ideia de empreendedorismo.
Chamar um governo que conseguiu criar consumo interno no pais de comunista
é uma bobagem da época da guerra fria.
A crise politica deste ultimo ano tem afetado a economia de forma negativa e
ela deve ser superada.
Não devemos deixar que a ideia de privatização da Petrobras ganhe força.
A democracia brasileira conquistada depois de muito sangue derramado
deve ser preservada.
Fazer politica não é em redes sociais elas servem para se fazer o debate
a politica acontece nos partidos políticos e movimentos sociais.
E frequentando debates sociais em minha cidade percebo que nestes
encontros continuam com pouca participação como sempre foi.
E a classe politica tem esta percepção e assim ela se mantêm sempre
a mesma inerte e arrogante deitada em seus berços de prepotências.
Cabe deixarmos nossas zonas de conforto e participar dos encontros
que governos promovem. E criar encontros pela própria iniciativas
dos cidadãos.
Cabe a opção de se fazer um saudável debate para avançar a economia
no Brasil mais com desenvolvimento sutemtavel que leve em conta
sempre a questão ambiental. E um respeito enorme pela população.
E porque não criar incentivos fiscais para compra de equipamentos
que produzam energia elétrica nas residencias ?
Debater e refletir os rumos da economia se faz necessário e é mais
saudável que as brigas ideológicas acéfalas das redes sociais.
Devemos sim estar nas ruas cobrando novas propostas na economia
do pais.
Sempre tem novas maneiras de se aprender a pescar.
Mas não devemos abandonar projetos que trazem um ganho
social para o povo brasileiro como é o caso do bolsa família
e as cotas para negros nas universidades.
Cabe cobrarmos a melhoria da educação no Brasil do infantil
a pós graduação.
Precisamos de uma escola gratuita e para todos com qualidade.
A visão empreendedora de um povo pode transformar
uma nação.

Joka

João Carlos Faria