Seguidores

segunda-feira, 21 de setembro de 2015


Flim 2015

Não sou dado aos calendários culturais das cidades e acredito que as cidades possam rever as
ideias de festivais. Mas a FlIM 2015 – Festa Litero Musical foi uma imersão na arte de
escrever e ver a literatura pulsando estes FESTIVAIS iniciados a partir da Flip em Paraty deu
uma nova importância a literatura contemporânea. Geralmente gosto de ir nestes eventos a cegas
sem saber da programação e sem nenhum compromisso com nada. E nem gosto das palavras
chamadas eventos e projetos. Não sou dado a moda neo capitalista da arte que é fazer projetos.
Acho o fazer artístico algo que busca libertar o ser humano de suas amarras familiares, ideológicas,
religiosas e tudo o que chamamos de instituições que nos prende e nos algemam a este sistema opressor no qual somos cúmplices e vitimas.
E encontrar uma multidão de gente que gosta de ler e escrever é um imenso prazer. No acaso
o ourives e artista Edson Prata estava lá na festa e me viu e paramos para conversar e ele
me contou várias lendas do Parque Vicentina Aranha que acredito que vale uma entrevista
em video com ele para nos confessar estas história. E juntamente com ele encontrei o poeta
Jorge Pessoto autor de O pretérito das Horas.
A festa promovida pela prefeitura de São José dos Campos através da AJAFAC foi um imenso sucesso de público. Pena que no quesito banheiro , vestiário, bicicletário e lanchonete este
parque tem a dever com a cidade. Mas deve ser sim uma questão de tempo acho que ali
ainda falta ser construído um pequeno teatro de uns duzentos lugares.
No mais apesar do cansaço e sem nenhuma solidão porque em festa de artistas e estamos
sempre cercados de gente inteligente e critica.
Na chegada vi o final da palestra do professor Percival Tirapeli que falava sobre a arquitetura
no Vale do Paraíba e fez uma apaixonante defesa do Banhado de São José. Logo
após uma memorável palestra musical de José Miguel Wisnik sobre a literatura no Brasil.
Onde cantou um poema musicado de Gregório de Matos. Logicamente faço um pequeno
apanhado para o Portal Entrementes. A mesa de Arnaldo Antunes e João Bandeira os ingressos
se esgotarão e assisti em video. Confesso ter gostado mais da mesa do que do show.
Entre passeios e conversas fui no sarau do lançamento do livro Amores e outros retalhos com
poemas de Dyrce Araújo, Erika Siqueira , Mirian Cris , Rossana Masieiro, Zenilda Lua um
divertido sarau que reuniu muitos dos que produzem a escrita na cidade e região. Acredito
que esta sarau deveria ser semanalmente mas cabe a Fundação Cassiano Ricardo querer e
aqui refaço a sugestão.
A curadoria de Alberto Martins foi impecável e nos provocou em muito. No domingo
acabei perdendo a caminhada Tinha um Drummond no meio do caminho do Grupo de Teatro
Toque de Arte de minha cidade natal Paraisópolis MG. Este trabalho acontece uma vez por ano
naquela cidade e foi inventado pelo poeta Braga Barros.
E na ultima mesa os escritores Roberto Taddei, Marcelino Freire, Tiago Novaes num
encontro sobre os processos de escrita.
Este acontecimento na cidade ficará marcado, várias atividades para as crianças
aconteciam em vários lugares do parque.
Acabei não indo as atividades de sexta-feira e no sábado pela manhã mas contarão
me que foram também belas atividades.
Enfim a São José dos anos atuais esta efervescente tanto na questão do poder
publico quanto da comunidade alguma editoras independentes surgindo. A Academia Joseense
em plena forma com muitas atividades e quem sabe outros grupos aqui surjam.
Porque a arte você faz sozinho mas a leitura de suas obras cabe aos outros. E as trocas nos
enriquecem. E o portal Entrementes e a revista estão ai registrando a o fazer de hoje ontem
e vislumbrando o amanhã.
Talvez nem mudemos o mundo mas se nosso coração se tornar de carne e osso já é um
grande alivio.
A arte nos transforma através dela redescobrimos a metafisica que esta dentro de nós.
Que estes encontros de qualidade se espalhem pela cidade em suas casas de cultura, pontos
de cultura, praças, escolas.
Só assim seremos realmente felizes. Quando a arte alcançar todos os corações.

Joka

João Carlos Faria

Nenhum comentário: