Seguidores

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Eita chiqueza esta tal indesign

A diagramação sempre é esquecida e ninguém comenta sem este oficio o que seria
das revista e sites. Hoje inventaram um nome chique americanizado o tal in indesign.
Eu gostaria de entender de como se diagrama ou se constrói sites. Tem arte ai seja na
diagramação de Filipe Oliveira para a revista Entrementes ou os sites de Paulinho da Site
Vale. Recentemente no Laboratório de Paulinho vi um site que desenvolve sobre
uma teoria. Confesso que de sua teoria não consegui entender. Mas fiquei vendo
a bela construção do site. E viajei nas inúmeras possibilidades que artistas como
Paulinho e Felipe Oliveira podem desenvolver afinal arte é sensibilidade, capacidade
inventiva, filosofia e domínio técnico seja em qualquer área escolhida pelo artista.
Afinal eu conseguiria escrever um romance sem o domínio técnico ou elaborar um roteiro?
Hoje vi um reflexão do poeta Cláudio Daniel sobre o romance e a poesia. Eu mesmo arriscando
versos sempre achei o romance uma arte Maior e o pensamento de Cláudio me ajuda a fazer
uma desconstrução.
Como faço aqui apontando e classificando como artistas pessoas como Paulinho e Filipe
Oliveira confesso que até agora me encantei mais com a diagramação que com os escritos.
Imaginem uma diagramação mais ousada ainda as tecnologias de hoje nos permite continuar
os passos dos poetas concretos.
Mas não saberia fazer sozinho. Li uma reflexão sobre Ubuntu as crianças ganharam
umas guloseimas e deram as mãos e comeram juntas não entraram no jogo de competir
de nossa sociedade ocidental.
Dada as inventivas de Elizabeth Souza as possibilidades sempre se abrem a arte é junção
de pessoas temos a invenção solitária mas temos as coletivas eu no momento estou fora
de qualquer coletivo não porque queira mas ultimamente nada dá liga. Talvez devemos
entender a filosofia Africana do Ubuntum entender a tal economia criativa. E compartilhamos
nossos desejos com o próximo.
Criar é algo divino e humano. Vamos conectando as ideias mas devemos criar ações reais
e de modo coletivo para enfrentarmos os desafios políticos,filosóficos e econômicos
desta sociedade da qual fazemos parte.
Dar as mãos ao próximo tornou-se um imenso desafio hoje nos achamos Deuses mas e se
Deus for algo coletivo ?
Deus como uma imensa ciranda de homens reais ?
O universo esta ai com seus imensos desafios em infindáveis dimensões.
Nos cabe enfrentar estes desafios. A arte tem a possibilidade de junção e fico com os mestres
Darcy Ribeiro, Jorge Mautner vamos além.
Conectar ideias, conectar ações afinal vamos Celebrar o Renascimento da Poesia e do Humanismo
como nos disse Allen Ginsberg antes de partir.
E Edu Planchez a quase vinte anos juntou gente nas praças da cidade. E tudo ecoa ecoa ecoa.

Joka



João Carlos Faria

Nenhum comentário: