Seguidores

domingo, 31 de maio de 2015

Que pais é este?

Lendo duas matérias no Jornal O VALE neste domingo vemos as velhas disputas de poder
da politica continuarem do mesmo jeito em todos os níveis da politica mesmo após protesto
de 2013 a 2015 acontecendo no Brasil.
É duro enquanto cidadão ver estes jogos sórdidos sendo feitos e não ter força nenhuma para
mudar isto só nos cabe escrever.
Eu estava num dilema por estes dias escrever ou não escrever ?
Vemos durante a semana o debate da reforma politica acontecer é de fato só mudou a não manutenção da reeleição ainda não consegui entender se já é valida para a próximas eleições?
Os grandes e nefastos partidos políticos tentam criar causas de barreiras para a criação de novos partidos políticos mas ao meu ver deveria se extinguir o fundo partidário.
Partidos devem sobreviver com recursos que arrecadam de maneira própria e serem fiscalizados
pela receita federal e tribunais eleitorais.
Acredito ser uma bobagem este fora Dilma o Brasil tem outras pautas mais urgentes para se reenvidar.
Não vejo nestes protesto uma organização da sociedade civil com maturidade politica
para se chegar a avanços políticos e sociais.
Entidades como a receita federal multam cidadãos por errarem na declaração de imposto e os
obriga a acompanhar sempre o site e nunca avisam da possibilidade de se cair na malha fina
estas questões ninguém debate?
Nosso Brasil tem uma carga burocrática ou meu ver burrocratica enorme que nunca se altera.
E não se debate estas questões?
Vi no senado federal um discurso do senador Cristóvão Buarque que usa a metáfora do navio
a elite Brasileira esta dentro do navio e simplesmente jogou-se algumas boias enfim bolsa família
e outros benefícios mas não se constrói a escada no caso uma educação bem elaborada e de forma séria implantar o piso para professores esta sendo uma enorme dificuldade para prefeituras e
governos estaduais e qual a parcela e responsabilidade do governo federal na implantação do
piso salarial?
No Estado de São Paulo professores avançam na pauta e reivindicam equiparação ao salario de quem exerce função de terceiro grau no Estado.
Não é hora de se desestabilizar um governo legitimamente eleito.
E sim avançar na organização da sociedade e ter participação politica. A sociedade precisa se fazer presente na politica ir além das ruas.
Estamos construindo um Brasil novo. Dificuldades econômicas passam. E a politica é por natureza
um grande exercício de cidadania.

Joka

João Carlos Faria



Nenhum comentário: