Seguidores

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Quando a razão da politica se desfaz e não achamos nada na filosofia
só nos resta a emoção da poesia.
Joka
As peripécias do dragão da maldade
Brasil
Os peitos nús da liberdade.
Em um sistema corrosivo, onde a justiça
de cega não tem nada.
Onde a desilusão ronda a sociedade.
E a morte se manifesta entre apunhaladas.
Tudo se faz breve.
E a ausência de garra,
fé.
E o monstro da lagoa nos devora,
E a bala de perdida nada tem. Ela
nos acha.
Mãos ao alto , pega ladrão …
Sem emprego, sem teto.
E cade o salário?
E o pão de cada dia bem amassado
pelo demônio chamado sistema.
Brasil.
E o castelo de areia se desmorona.
João Carlos Faria

Nenhum comentário: