Seguidores

domingo, 24 de maio de 2015

Cancões ao sábio chines

Nas trevas de um sarau no limbo poetas estão presentes
Dailor Varela recita seus poemas. José Moraes Barbosa
brada em gritos sua poesia.
Harley Campos canta canções de Rolling Stones ao lado
Edu Planchez toca harpa. E o demônio vestindo a face
de Ricardo Faria dança dança dança com seu garfo na
mão e brada morte aos poderosos e corruptos.
E no sarau mulheres cantam por toda a noite. E eu ando
meio perdido nesta noite interminável batalha entre demônios
e anjos.
E o mundo gira. Poetas gritam em ousadas canções que ninguém
nem percebe.
Todos adentram ao túnel da Igreja São Benedito que sai
no banhado.
E entram num imenso lago. Divertem-se cantam canções contra a
mentira. E todos estamos adormecidos neste jogo de cartas
marcadas.

Joka


João Carlos Faria   

Nenhum comentário: