Seguidores

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Carta ao vivos


Eu gostaria de fazer um poema, escrever um conto quem sabe um roteiro mas um disco
de Sérgio Sampaio esta chamando a atenção. Depois de um dia estudando Português para
concurso e como um curso com um professor pessoalmente faz falta. Nada contra caminhar
com as próprias pernas. Mas a língua é fantástica com suas regras e agora na noite redescubro um talento de nossa música Brasileira. E na noite que fico sabendo da perda de Pipol do site Cronópios
um agitador das letras Paulistana que se espalhou pela cena Brasileira das artes e escritas. Em um dia que recebo a segunda Revista Entrementes a vida é assim cheia de novidades e um dia estamos aqui a ler os poemas de Domingos FÁBIO ouvindo Sérgio Sampaio enquanto aguardamos o momento de parar e calar a mente neste precioso outono.
Que música acredito que algo entre a canção e o samba bem longe do velho rock in rol. Uma letra
inteligente uma melodia maravilhosa que pena não ter o dom da música mas Vygotsky o filosofo da Rússia sempre disse que tudo podemos aprender. Nem tanto meu caro Vygotsky. Mas nos esforçamos.
Eu comecei nas artes fazendo canções populares com um amigo Marcelo Ribeiro tio do White Magoo que hoje anda lá pras bandas de Minas Gerais São Tomé das Letras. Marcelo morreu e as canções foram juntas só ficaram em minha cabeça.
Mas o mundo não ganhou um poeta, roteirista e tudo o mais a gente tenta até que Deus nos chame
para uma festa.
Epa sou um Mineiro não muito afoito a festa Deus pode chamar outro. Quero é completar minhas cento e vinte horas complementares do meu curso de Pedagogia e pensar dez vezes numa nova
aventura Acadêmica a academia cansa nossa criatividade. Eles precisam se repensar com suas
normas burocráticas.
Mas sem ela não conheceria o pensamento de Vygostky e nosso Paulo Freire é meio jogado
a escanteio nos cursos de Pedagogia.
É a academia que valoriza a teoria e deixa a pratica para o campo de trabalho e assim é a
educação neste Brasil.
Se você quer aprender Português e Matemática vai descobrir por si só. Seja autodidata.
E a vida segue hoje começa o feriado. E Sérgio Sampaio me encanta com sua poesia cantada.
Viver sem arte deve ser de uma grande pobreza e como escreveu Solfidone num poema visual : Para quem ama nada é impossível nada.
Felizmente relançado na Revista Entrementes. Solfidone já passa da hora de lançar sua obra
ao mundo. Mas artistas são artistas.
E cada um sabe de sua trajetória. A vida é breve leve e Pipol sai de cena. Fez sua parte adorei
seu video com aviões de maquete.
Vamos seguindo entrementes seguimos eu vou é ler e reler meu poema impresso.

 Ouça o disco de   Sérgio Sampaio

Joka


João Carlos Faria           

Nenhum comentário: