Seguidores

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Barbárie ou Democracia?

Ontem assistindo a um belo filme no Canal Futura daqueles que nos pegam numa zapeada que
me salvou de parar nos canais de jornalismo.
E vi a historia da fundação do estado Italiano como conhecemos nos dias de hoje.
Enfim a politica e as revoluções andam sempre juntas. O Brasil de hoje e o mundo não é diferente
de nenhuma época. Vemos tantas barbaridades mundo afora com a recente morte de mais de oitocentas pessoas tentando ir a Europa.
E o Brasil em sua crise politica vários projetos de pais sendo postos e assistimos a estas quedas de braço histórica. Como mero espectadores da conjuntura nacional e internacional?
Qual a real diferença que um cidadão faz ao impor seus pontos de vista sobre a politica?
A tempos sei que sou mero espectador do mundo no qual vivemos? Com a migração para internet
achávamos ingenuamente que transformaríamos o destino do Brasil e do mundo.
Já vimos a primavera Árabe que levou um rastro de guerras no Oriente Médio o Ocupe Wall Street
que não deu em muita coisa? As recentes manifestações de Junho de 2013 e agora duas grandes manifestações com uma linha ultra conservadora buscando derrubar uma presidenta eleita democraticamente.
E ai a minha pergunta continua o cidadão pode interferir nos rumos da historia? Ou não passamos de meras marionetes a esquerda e da direita? Um amigo jornalista insiste que direita e esquerda hoje
em dia é uma grande bobagem? Então só somos meros consumidores?
Estamos na sociedade só para a manutenção de um sistema doente?
Pois uma sociedade sem valores que não se indiguina com a morte de oitocentas pessoas? Ou a decapitação de Cristão ou Muçulmanos.
Não podemos aceitar este tanto faz. Os jornais televisivos vão nos jogando informações sem nenhuma reflexão.
Ao menos nos sites de noticias vemos as reflexões das pessoas. A vida é breve de mais para que a morte de próximos não nos atinja?
A politica e a economia sim interferem diariamente no nosso dia a dia.
Quem forma a maioria dos cidadãos é o Estado através das escolas. Estamos o tempo todo sendo
guiados por lei. E fora o Estado só tem barbárie?
Não conseguimos refletir outras formas de sociedade, economia e participação politica?
Nada que leio me dão estas pistas? Então precisamos aprender a filosofar e buscar novas saídas.
A filosofia deveria ser matéria do infantil a qualquer curso universitário.
Sem aprender a entender o mundo em todas as suas dimensões só seremos meros consumidores.
Enfim a politica e o mundo pode sim ser transformadas por indivíduos que pode se somar a um
coletivo menos bárbaro.
Esquerda ou Direita ainda pode ser um divisor de pensamentos de um ser humano?
Acredito que em nosso dia a dia temos um pouco de cada em nossa atitudes e não atitudes
politicas.
As redes sociais podem nos levar a barbárie ou a um novo marco civilizatório?
Não ter resposta é um prazer que nos instiga a pensar e a não pensar.
A vida sempre segue.

Joka



João Carlos Faria

Nenhum comentário: