Seguidores

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Ficção mera ficção

Ficção será que somos uma mera criação de ficção?
E quem nos conta ? Quem será que nos faz personagens.
Existir, as vezes parece que não existimos.
O marasmo das tardes é tão interessante. Distribuir currículos
em agencias de empregos.
Procurar sempre algo que não achamos.
E alguém me contou que uma arvore resolve sair pela noite. No caso
seu elemental.
Várias vezes desci aos infernos.
Voltar sempre a este mundo. Parece-me cansativo mas descer aos
infernos novamente por uns dez mil anos não me satisfaz.
Tem hora que somos um fracasso. Em outra vencedores.
Que estranho os sentimentos mudam a todos os instantes.
Olho-me no espelho e contemplo meus demônios..
Nestes dias que antecedem o carnaval. Os meus demônios se divertem.
E por onde anda meu lado bom? Se os tenho.
Meu lado sombrio se faz mais presente.
Navego cotidianamente pele rede virtual.
Desespero eterno desespero.
Neste labirinto esta quase impossível reencontrar minha alma.
Danço nas noites entre cães. E acordo com barulhos estranhos na
madrugada.
Ficção sera que sou mera ficção.
Não existo. Resisto.

Joka


João Carlos Faria       

Nenhum comentário: