Seguidores

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

A deriva

A quarta - feira de cinza já se foi.
E nosso silencio permanece.
A alma andando despida pela noite.
Sem encontrar outra alma.
E a vida segue sem triunfo, sem glórias.
Já passou o tempo e a solidão sempre reinando.
Caminhamos lado a lado com ela a esperança.
Que atravessa a rua sem olhar e é atropelada
pelo senhor destino.

Joka

João Carlos Faria


Nenhum comentário: