Seguidores

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Horas mortas

Arauto dos descaminhos nas noites secretas.
Pessoas já mortas. Almas errantes.
Se deparam através de mim com a noticia de suas mortes.
Ouvem minhas palavras. E somem sem explicação.
Oremos por eles, oremos pôr nós. Defuntos.

Joka


João Carlos Faria 

Nenhum comentário: