Seguidores

terça-feira, 18 de novembro de 2014


Tesouros da Terra

Dedicado a Déo Lopes

Caie a tarde

Caie a tarde

O sol repousa e os encantos do vento se fazem em meu quarto.
A vida pulsa, crianças brincam.
A cidade se acende. Almas brincam de esconde esconde.

Caie a tarde

Caie a tarde

A noite vem demancinho, silencio.
A música se foi.
Por onde ela resolveu passear?
Nem imagino.
Cães choram para chegar a liberdade.
A música adentrou em meu coração.
Alma, canção, nação.

As luzes artificiais se fazem.
Ouve um tempo em  que voltávamos as cavernas.
Fechávamos os olhos.
E sentíamos a presença da eternidade.

Caie a tarde

Caie a tarde

Joka

João Carlos Faria

Enquanto ouvia o cd Tesouros da Terra

de Déo Lopes.   

Nenhum comentário: