Seguidores

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Joka

Refletindo um escrito de Tico Santa Cruz

1

Do ato insano ou a busca da sanidade?

As formigas, na brevidade.
Mandam mensagens.
Que sejam por fumaça.
Quando moramos nas cavernas éramos
livres?
E as moças de Porto Alegre caminham
nuas.
Escândalos, loucuras?
Ou um simples ato de liberdade?

2

Sobre moças nuas em Porto Alegre

E o que é performance?
Nestes dias de almas aprisionadas.
Tudo se faz pensar. Não a desbunde e sim
precisão de aparecer.
Nestes dias virtuais estamos sem lanterna.
E não sabemos falar a língua dos piram lampos

3

Sobre nossa adorável covardia em não ousar o novo

Almas, lavadas. Sem água.
Roupas,
Vida.
Carteiras enfileiradas na sala de aula.
Tiram a liberdade de brincar.
Índias caminham  nuas pela ruas na cidade.
O rei esta nú?
A sociedade perdeu a alma, calma.
Esqueceu-se de decidir seu rumo.
Abriu as pernas, entregou-se ao estupro do mercado.

Joka

João Carlos Faria

Nenhum comentário: