Seguidores

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

A vida é curta

O ser humano é capaz de todas as barbáries desde derrubar uma floresta inteira como as imagens do filme de 1976  "Iracema - Uma Transa Amazônica" de ou as imagens de Aloísio Raulino numa São Paulo dos anos setenta.
O cinema tem o poder da reflexão e da memoria e do entendimento do mundo. Mas a televisão de modo tradicional causa reflexão? Canais contemporâneos como o Curta, Arte 1 causam.
E a TV de cunho jornalistico como Globo News, Band News. Por mais estranho que pareça a TV Record News na programação da Net não é aberta ?
E a quem o cidadão comum pode recorrer? Aos governos?
E a esquerda chora que as mídias não se reformulam mas criam alternativas na mídia?
Tirando o excelente RafuKo não vejo nada de impactante em matéria de mídia alternativa próxima a TV.
A esquerda realmente pensa? Ou só quer PROJETOS e leis de incentivo para ficar amarradas a governos?
Este pais não se repensa enquanto prática. E militantes gastam salivas nas ruas para perpetuarem os
porcos que ledás migalhas para se manter na elite.
Qualquer revolução hoje é horizontal partidos estão contaminados pelo luxuria do poder.
E a muita coisa acontecendo entre o céu e a terra. E no mundo virtual vide as iniciativas como programos como LINUX de colaboração entre seres realmente humanos.
E por ai vai. O mundo não acaba dia cinco de outubro. E não se transforma com quem governará ou não o governo central.
Aquela cadeira e aquela caneta mantém a miséria mental de uma esquerda alienada e alienante que não ousa se repensar.
O mundo se transforma. Democracia não é só eleição e partido politico. Democracia é muito mais.
O mundo se transforma.
Que viva a anarquia de horizontal que nos brinda com um programa LINUX.

Joka

João Carlos Faria


Nenhum comentário: