Seguidores

segunda-feira, 19 de maio de 2014

A visceral poesia de Ricardo Chacal nos faz refletir a vida

Vamos dar as mãos a Anjos e Demônios
Quantas abismos 
Diante deste Kaos beber a cicuta
Buscar a ausência
Ou ver a mera ilusão se desfazer
nas areias da praia
Arte poesia
Metafisica
Enquanto o capitalismo
O mercado compra a ausência da
consciência do cidadão
Almas vendidas arruinadas
E jogadas ao fundo do inferno do mercado
Desculpem ler Chacal me comove


Joka

Nenhum comentário: