Seguidores

domingo, 13 de abril de 2014

João Carlos Faria

Quantos mares por navegar

Manhã de domingo ainda não abri os jornais.
Mas já li Pio Vargas, Nídia Bonetti.
Que encantam meu coração.
Uma sinusite se manifesta.
E a vida segue. Cade a chuva prometida para este domingo?
Precisamos nos fartar de água.
Precisamos transformar nossas almas.
Precisamos amar de todas as formas.
O que é a vida sem amor.
Leio vorazmente poetas eles flecham minha ausente
consciência.
Que seria de nossos dias sem poesia.
Veríamos só a rudez da vida.
E a vida se faz plena com tantos e imensos desafios.
Quantos mares por navegar.
Camões pai de nossa língua.
Nos embriaga.
Cade o gigante?
Cade a vida brilhante …
Que a arte nos faça viver.
E nos transforme em sábios.
Não conseguimos mais voltar a caverna.
A luz do Sol nos motiva a viver.
Não vejo meus irmãos da Irmandade Neo Filosófica nas ruas da cidade.
Devem estar colhendo flores em algum lugar da Mantiqueira.
Se perderam no caminho?


Joka

Nenhum comentário: