Seguidores

quarta-feira, 9 de abril de 2014


  1. João Carlos Faria
    Em ausência de mim mesmo.
    Silencio-me
    Afinal definir amor ao próximo?
    Talvez seja algo que estejamos bem longe de saber
    com todo este nosso egoismo diário.
    Hoje por várias vezes me omiti ao não dar umas
    miseras moedas a quem nos pede na rua.
    Mas ainda não é amor ao próximo.
    Em que mundo vivemos onde não paramos para
    refletir.
    Temos tanta pressa meu caro Paulo Pinheiro.
    É que achamos que temos que acumular.
    Que comprar.
    Para nos sentirmos vivos.

Nenhum comentário: