Seguidores

segunda-feira, 3 de março de 2014

João Carlos Faria

A sala das injustiças

O homem não nasceu só não morrerá só ele é fruto da sociedade.
Ele vive na coletividade.
O capitalismo é uma urzupação da liberdade.
E as esquerdas precisam se redesenhar.
Se remodelar e buscar as liberdades.
Sociais, econômicas, artísticas.
Enquanto na sala das injustiças o sistema Globo domina
a cabeça da massa.
Que insiste em não refletir.
Em ser ameba repetidora do liberalismo Global.
Não digo para não assistir mas para refletirmos.
A muito a se construir.
Não estamos sós. Precisamos acreditar no próximo.
Enquanto na sala das injustiças.
Se faz o que bem se entende.
E olha que eu adorava a Beija Flor.

Joka

Nenhum comentário: