Seguidores

quinta-feira, 20 de março de 2014

João Carlos Faria


Somos pássaros


Para Shirley Marciano


Frias são as guerras. Enquanto o outono chega.
E não cessa nosso desejo de mudar.
Tem hora que tudo parece estar do mesmo jeito.
E sempre este rumor de guerra.
Este desamor reinante em nossa humanidade.
Sera mesmo que somos seres pensantes?
Frias são as guerras. Enquanto o outono chega.
E ai nos cabe no fim da tarde abrir um livro.
Deixar para navegar bem tarde.
Recolher o desejo de amar.
Frias são as guerra. Enquanto o outono chega.
No quinto andar não olho para a janela.
Posso querer bater minhas inexistentes asas e voar.
O tempo passa e permanecemos os mesmos?
Quanta gente reunida celebrando a vida.
Numa tarde de fim de verão.
Deixei as oras passar em conversas.
Somos pássaros?
Tem hora que o trabalho não vem.
As utopias desaparecem.
E abrimos livros na tarde.
Frias são as guerras. Enquanto o outono chega.
Quero ir a uma cachoeira.
Sentir o frio. Outono.
Frias são as guerras. Enquanto o outono chega


Joka



Nenhum comentário: