Seguidores

segunda-feira, 24 de março de 2014

João Carlos Faria

Trovoes direto de um labirinto por entre nuvens

O que nos resta escrever quando lemos a metralhadora
de Ricola.
Saímos perdidos deste labirinto de emoções e palavras.
Voltamos as nossas amarras.
Ricola se desprende das palavras.
E as faz voar.
Nada além.
O que seria da vida se não descobriremos a poesia de nossos
dias.
Todo o cotidiano se faz vida.
Aos olhos de poetas. Seremos devorados pelo Minotauro?


Joka

Nenhum comentário: