Seguidores

sábado, 1 de fevereiro de 2014

João Carlos Faria

Nascer

É madrugada e as aboboras nascem. Deserto calor.
Cheiros sentir.
Alma febril.



Joka

Nenhum comentário: