Seguidores

sábado, 8 de fevereiro de 2014

João Carlos Faria

Igreja São Benedito São José dos Campos São Paulo Brasil

Hoje sábado eu na velha igreja hoje galeria.
Uma igreja que tem um túnel. 
Bela igreja num silencio. Enquanto o Sol lá fora nos queimava vivos.
Lugar belo para uma meditação.
Para refletir o mundo bem longe da internet. 
Se bem que aqui também eu reflita e leia meus pares poetas, insanos e loucos.
E muita gente quase normal.
Ouvindo Wander Wildner. Lendo Wilson Gorj.
Tem hora que tenho vontade de fazer um sarau na velha Igreja hoje galeria.
Mas onde foi território sagrado favor mantermos o bom senso.
Nada de Bocage.
Que tal Zaratustra?
Ou chamar alguns poetas de Sampa e Rio para um encontro real.
Mas a cidade adormecida insiste em negar seus poetas.
Artistas neste pais só quem sai na Globo.
E poeta que se preze sempre quase marginal.
Numa sociedade acéfala a qual pertencemos.
Mas São José encanta-me.
E este túnel que não contam a historia?
Quantas vidas se perderam lá?
Quantos escravos se salvaram?
São José merece que seja filmada que tenha um movimento cinematográfico.
E o silencio retubante de que tem o poder na mão?
E como fiz numa musica quase panque nos fins dos oitenta.
Nunca nos devemos nos calar.
Que a poesia transforme a velha São José dos Campos.
Capital da morte com sua Embraer, Avibras e a Engesa falida.
São José de guerras. Ciências quase exatas.
Cabe aqui a poesia. E o banhado quando será um imenso alagado?
Hoje sábado eu na velha igreja galeria.

Joka

Nenhum comentário: