Seguidores

terça-feira, 12 de novembro de 2013

João Carlos Faria

Fraquezas

Mantiqueira azul é bela.
No ato trivial de comprar pão.
Palavras aos celulares.

Quantas palavras que se perdem no ar?
Devoro poemas em instantes.
Enquanto pasmem aguardo um capitulo de novela.

E que queremos ir além do horizonte.
Chegar a terra sem males.
De nossos indios.

Mantiqueira de gigante adormecido.
Quem dera atravessar o Paraíba numa canoa.
Quantos campos ?
Em nossa São José dos Campos.
Noites em claro a contemplar nossos próprios abismos.
Ver e conviver com nossos demônios.
Nem sei se terei a lanterna para atravessar minha caverna.
Sempre estou na balança entre o bem e o mal.

Mantiqueira azul é bela.
As vezes desço as vezes subo a torre.
Serei eu arrojado aos abismos sombrios?

Joka



Nenhum comentário: