Seguidores

terça-feira, 12 de novembro de 2013


http://entrementes.com.br/2013/11/o-famigerado-lobao-e-o-exercito-de-capuz-vermelho/#comment-269395

João Carlos Faria

Vivemos numa sociedade de aplausos. Bufões no palco da vida


Só o Lobão é um Bufão? Palhaços somos todos nós como nossas certezas. Que nunca na verdade é certo.
Qual esquerda ou qual direita somos?
Que sonhos realmente temos hoje?
Que Utopia queremos construir.
Beth insisto para que escreva. Não adianta sermos só produtores temos que escrever, criar vide-os.
Dirigir e debater.
Vivemos numa sociedade de aplauso. Estamos já na era Dilma em que o Brasil cai na real e se estrutura aos poucos.
Acho que não devemos negar o conhecimento liberal nem as bases das esquerdas.
Mas que esquerda queremos a que só quer se encastelar em governos?
Ou a que se sabe construir. Insisto temos que ter um pouco de teoria e prática de liberalismo.
De ousadia. Não devemos ser só governos, sindicatos.
Estamos num sistema que nos massacra nos faz virar suco.
Recentemente vi o que é virar a noite em trabalhos. Acordar cedo.
E engolir sapos e mais sapos.
Precisamos criar algo novo para esta nação. E abandonamos Darcy Ribeiro.
Abandonamos a Semana de Arte Moderna.
E somos artistas? Políticos de nossas vaidades.
Lobão cumpre um papel de se fazer debates.
Continue em sua reflexão e na ousadia de manter um site só.
Sem apoio de leis de incentivos.
Sem verba de governos.
A beleza da arte esta na insistência. Em navegar contra a corrente.
E sei o que isto literalmente já quase morri afogado por duas vezes.
Gosto de Lobão, Tico Santa Cruz.
Pena que Caetano, Gil, Chico se acomodam na média com jovens artistas.
Suas obras são mais.
Preciso é ouvir novamente a música de Lobão.
Que quando conversei numa entrevista para este site é uma pessoa de grande sensibilidade
e calor humano.
Resta nos a Utopia. E o sonho de nos libertar do patrão nosso de cada dia.
Até quando a esquerda oficial irá continuar a se engessar em governos?
Parabéns escreva mais muito mais. Bem vinda ao picadeiro. Somos bufões.


Joka   

Nenhum comentário: