Seguidores

domingo, 15 de setembro de 2013


João Carlos Faria

Brincante

Cronicas de uma manhã acinzentada … Vem a noite... E manhãs delirantes vendo o nascer do Sol.
A primavera … E a festa … Cade as manhas de setembro roubadas pelo cansaço da madrugada …
Pássaros gorjeiam a qualquer hora …
E as luzes se apagam a noite invade nossos corações …
Arranha-céus nos cercam …
Vidros … brincamos em jardins imaginários …
Vemos as palavras de Arrabal …
Em cena …
Ilha … Mova-se a chuva grita o ator …
Abra-se os mares …
Ciência e Fé …
Devora-se Deus em nome da santa ciência ..
Religião de muitos ,,,
Ciência e fé … Em eterno combate …
Razão e poesia …
Cronicas de uma manhã acinzentada …
Disfarço-me de homem …
Sou anti matéria …
Corpo e Alma não estão separados …
Religião e ciência não se separa …
Cronicas de uma manhã acinzentada …
Atores nos fazem refletir …
Cade Eduardo e Monica …
Que gente esquisita …
Abra-se os mares …
Sem fé nada criamos …
Sem ciência não vivemos …
O que é o nada?

JOKA




ARRABAL
   

Nenhum comentário: