Seguidores

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

JOKA

E somos lidos pela C.I.A

Itamar sempre quis visitar o mar ...Se rima não posso fazer nada … Já se criou a poesia abstrata?
Não sei ...Mas que rumo tomaremos se perdemos a ilusão?
Itamar Assunção sempre me foi uma icognita musical?
Eu que não sei tocar … E faz tempo que não componho …
E as areias da praia registrada em meus calcanhares …
E Aquiles resolveu andar de bicicleta antes de ser flechado nos pés …
Quando brigava com a policia na Paulista …
E Tom Zé caminha sem rima e apé …
Enquanto Jorge Mautner vai a Aparecida a pé …
Opa a rima foi suprimida pelos modernistas ..
E lobão não vai as ruas …
Rita Lee vende doces nas esquinas para se inspirar e fazer uma música …
Tico Santa Cruz mergulha no apoador … E da de cara com Cazuza que resolveu descer do ônibus e dar um olhada na praia …
E de repente Elis Regina abraçada com Vinícius de Moraes compõem uma nova música …
Janis Joplin faz amor com Sr. Gay …
Que encanta o Rock in Rio …
E em Sampa novas manifestações … Enquanto eles passeiam de jatos …
E somos lidos pela C.I.A …
E cade Nietzsche ?
E no Uraguai a maconha é liberada …
Enquanto no Brasil é proibida de mentira …
Itamar sempre quis visitar o mar … Se rima não possa fazer nada …
Cade Oswald de Andrade faz amor com Pagu …
E José Dirceu pega as moças nos anos sessenta …
Enquanto os cassetetes comem solto …
E a liberdade se faz verde … E o amor ? Cade o amor ?
Não sei … Afinal para que escrevemos ?
Se tudo se esvai … Mas escrever é um grande barato ...
Se nos espionam graças a Deus temos leitores …
E gritei enfrente ao consulado dos Estados Unidos no Rio de Janeiro fascistas?
E Edu Planchez corou de vergonha … Vamos internar …
E cade o mar Itamar?


João Carlos Faria  

Nenhum comentário: