Seguidores

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

JOKA

É melhor estar fora da festa ...

Em meus momentos atuais sou menos internet, menos Facebook. Tentando parar de assistir tanta TV e ler muitos jornais. Estou descobrindo que temos uma vida no mundo real bem mais cheia de novidades que esta vidinha ilusória da internet … Só entro agora para escrever alguma coisa. Fazer atividades da faculdade e dar uma pequena espiadinha no Face para ver algo novo.
Mas estamos nos repetindo na internet. Não iremos mudar nada a partir de que as pessoas não se encontrem de verdade.
É uma grande ilusão acharmos que iremos descobrir grandes amores no universo virtual ou faremos revolução. A vida cotidiana e real passou a ter um grande valor para mim. A um sol brilhando ali fora enquanto escrevo.
Há estudantes aguardando para que eu me torne um grande educador. E não no sentido que eu vá fazer revolução no chão da escola. Mas que eu de um pequeno norte. Que os ajude a aprender a ler e escrever. Que lhes ensine matemática e português.
Que os incentive a refletir sobre o mundo. Não tenho nenhuma resposta do que é a vida. Mas mergulhar em ideologias tanto de esquerda ou direita já não me agrada.
A politica e arte enquanto movimento sempre foi uma ilusão em minha vida. Quero a vida normal de coletivos lotados. De hospitais lotados. Já não começo a me preocupar em que partido votar. Ou se continuará ou não a ter manifestações nas ruas.
Se for a um evento de arte será para ver pessoas. Se for numa reunião de politica será para ver pessoas. Elas as pessoas o ser humano me interessa em muito. As causas sociais são uma grande mentira. Governos e poder passam o Sol sempre brilha.
Quantos e quantos governos já vi passar? Quantos Sassás Mutemas já elegemos.
Desculpem já não quero me iludir nunca serei um politico ou um artista de grande talento. Mas posso ser um professor que ame o chão da escola.
Que não se negue a ensinar. Que compreenda a necessidade da inclusão. Que se veja no próximo.
Se ser professor e ganhar pouco já não me importa sempre vivi com pouco. Se ser professor e sempre ver a incompetência dos dirigentes não me importa.
Dentro da escola podemos fazer diferente. Sem nenhum medo. As ideias de cultura e arte para mim estão ultrapassadas sempre fazemos tudo da mesma maneira que para mim não chega a lugar nenhum.
Não sei porque insisto em manter minha conta no Facebook é que fechar dá trabalho e não sou tão fechado assim.
Mas precisamos descobrir novos caminhos. Hoje me relaciono com o povo e não pseudos artistas e os que se acham políticos.
Com minha visão se eu chegasse ao poder em breve seria odiado. Ia tentar mudar tanta coisa que seria expulso da comunidade.
Minhas ideias não iriam agradar esta maquina viciada que é a politica e os podres poderes desta nação.
O modo que fazemos da vida politica nesta nação tupiniquim esta falido. É podre e nefasto.
Então é mais saudável estar fora da festa.
A industria cultural é perversa e nos vende lixo e mais lixo. Que não nos reflete.
Então é melhor estar fora da festa. Ando lendo de mais preciso me silenciar.
E descobrir a força e a energia do homem comum.
A vida é bem melhor se esquecermos ideologias. Governos … E qualquer poder que tente nos manipular …
O Sol brilha caminho em direção ao sol ...


João Carlos Faria

Nenhum comentário: