Seguidores

sexta-feira, 17 de maio de 2013


JOKA

Escrever é preciso …

Aos Ratos Diversos ...

Tarde abusada de outono … O frio corta a pele … cachorros latem … Ouço músicas melancólicas … E tudo segue com direito a rotina … Que bem vivida se faz experimentada … A vida tem lugar comum. Mas as rodas de poetas estão acontecendo no Brasil. E o inferno que inferno. Onde esta o inferno? Políticos adentram ao inferno .. Em festas … E poetas dançam e cantam em bares … São Os ratos diversos que incendeiam a poesia no Rio de Janeiro grupo que existe a sete anos. Embalando as madrugadas cariocas já estive num sarau deles em plena Lapa lá declamei alguns versos vazios na madrugada. A Lapa que maravilha de Lapa numa madrugada …
Declamar versos noite a fora nos dias de hoje parece fora de moda. Mas onde poetas se preocupam com a moda? Tudo é fora de moda quando não se é badalado. E poetas incendeiam a internet com poemas em vários sites e redes sociais.
Nunca se escreveu tanto. Nunca escrevemos tanto. Qualidade ? Quem de nós pode avaliar pois escrever é preciso. Transgredir os costumes e a vida comum que se faz diária. Buscar no cotidiano a filosofia de cada dia. Sabendo que não transformamos nada. Mas é preciso sim criar. Se fazer tempestade. Pular abismo brincando de amarelinha. Vamos saltar. Vamos pular e vencer. A vida é tudo e nada.
E assim Os ratos diversos mostram ao mundo seus poemas na boemia carioca …
E nos inspiram a continuar a vencer a solidão e achar um grupo de poetas. Amigos que desfrutem de poemas da escrita.
A escrita esta em nosso sangue … Sejamos ousados e abusados … Enfrentemos esta ausência de fé. Ausência de alma. Criemos espaços em qualquer lugar pára a poesia, teatro, dança, musica,cinema.
E qualquer arte que possa ser inventada … Não nos esquecemos da moda. Da criação de roupas.
Vamos incendiar este planeta que precisa de poesia. Que precisa ir além do vil metal. Deste pragmatismo quiê corroê a politica e a desfigura.
Sejamos Ratos Diversos …

João Carlos Faria   

Nenhum comentário: