Seguidores

quarta-feira, 15 de maio de 2013




JOKA

A arte enfim nos transforma ...

Viver se faz preciso ..buscar se realizar faz se necessário por entre o cotidiano, fazemos nossas pegadas pela vida. Vida que se faz em instantes .. Num mundo cheio de guerras externas. Vivemos nossas batalhas internas. Quero aprender a dar vazão a minhas ideias de artes plasticas de arte de uma forma geral ir além dos escritos. Surge o desejo de uma arte que seja quase eterna mas que primeiramente me satisfaça. Escrever é sempre um desafio dias destes recebi uma critica que enquanto poeta ainda me faço sofrivivel um grande canastrão. Talvez nos versos ainda eu seja mentiroso mas voltar a criar poemas me satisfez mais que a vaidade de publicá-los. Mas deixei por dias de escrever uma prosa contundente que me satisfaz é a nostalgia de um bom escrito. Nem sei para que escrevo mas sinto a necessidade de expressar-me. É estranho pintar as ideias de roupas de moda e artes plasticas, fotografia e cinema e não se fazer materializas. Então só eu me diverto com minhas criações mentais? Não tenho tantas habilidades assim preciso desenvolve las me acho canastrão quando vejo minhas performances gravadas. Mas o prazer daqueles momentos ficam em minha memória. E de repente uma foto já antiga postada. E sempre de novo e de novo. Não sei se um dia conseguirei participar de um espetáculo de teatro bem multimídia e bem dirigido. Me cansei por um tempo dos sarais eles parecem um eterno ensaio. E chegada a hora de um palco com um personagem bem construído. De um filme com um bom roteiro. Não quero envelhecer em algum trabalho normal. Não me acho normal o suficiente para estar encaixado nesta sociedade que se faz doente e consumista. A vida sempre nos reserva boas surpresas. E um palco é uma grande surpresa temos muito a construir a arte enfim nos transforma. Vejo o duelo entre o grafite e as cidades. Calma gente esta faltando bom senso. Os espaços existem as cidades precisam de arte para tirar o cinza. Mas sempre deve haver dialogo e não o choque de opiniões. A arte se faz as vezes selvagem sem limite. Mas estes artistas são muito poucos surgem de vez em quando no geral a poucos visionários. Mas que as cidades precisam de um colorir nas sombrias paisagens urbanas precisam.
Enfim devemos sempre refletir nosso papel enquanto indivíduos e enquanto coletividade. E se os donos dos imoveis não querem seus imoveis sejam grafitados?Eles tem todo o direito. As vezes podem não gostar da proposta a ser feitas nos muros?E ai devem aceitar? Enfim falta dialogo. Falta entender para que realmente servem as instituições culturais. Mas será que artistas realmente precisam de instituições culturais ?Nunca soube de algum artista de grandes proporções que se destacou com apoio de qualquer instituição? Pois instituições artísticas, imprensa de modo geral fazem parte do que esta estabelecido enfim não querem de fato mudar a ordem vigente?
Algum governante quer mudar de fato ? Se ele já governa?Por isto precisamos do oxigenar de poucos artistas que surgem. Mas não que este artista seja vulgar e se de ao kaos e fuja da luz.
A luz se faz necessária nascer em nossos corações. A arte nos transforma. Não devemos deixar nossa alma se perder na escuridão do abismo. Devemos acender a tocha da luz. E ajudar a humanidade a se transformar. Primeiramente nos transformando fazendo nascer o super – homem dentro de nós. Que Sofia diante do abismo nos abra as portas da percepção. Que o amor nos encha de luz.

João Carlos Faria     

Nenhum comentário: