Seguidores

quarta-feira, 3 de abril de 2013


JOKA

Tempo cão.

Dedicado a Moacyr Pinto

Por entre segundos em viagens , por entre leituras de jornais … No estranho hábito de comentar as noticias de hoje … A vida esta ai pulsando … Enquanto o dia se vai … E a noite chega …
A vida o que seriamos sem ela. Certamente somos espíritos vivendo numa gaiola de carne … Como ouvi numa fita k7 há muito tempo. Mas talvez viver é estar além do vale de lágrimas. Das convenções sociais. Da necessidade de ganhar nosso pão de cada … De um tempo cão sem emprego. Sem perceptivas financeiras. Hoje andando pela cidade resolvendo os dilemas da vida … Encontrei numa avenida Moacyr Pinto velho companheiro de minha passagem de aprendizado pelo PT. Partido que deixei por vaidade achando que daria grandes voos. De certa forma até voei muito. Nem sempre alcançamos o que almejamos mas trilhar o caminho é mais importante. É meus caros eu li sim o Alquimista de Paulo Coelho e gosto de ler este autor. Recomendo que viagem em sua biografia romanceada. Mas voltando a Moacyr foi daqueles papos saudáveis onde a uma troca o que chamamos de dialogo. E nesta prosa falamos do site Entrementes um oásis no pais. Cheio de gente boa escrevendo. Gente que aprendi a gostar de ler. Eu passei pela edição do LITTER minha primeira experiencia como editor. Foi magica sempre estamos mudando o mundo. Mas hoje com a maturidade é mais difícil se juntar as pessoas para fazer. E vi hoje no O VALE uma bela matéria sobre um coletivo que esta abrindo uma exposição. E lá vários erros nas dez pessoas participantes só uma mulher. Ai não dá. Mas é bão ver esta juventude se mexer e em varias frentes. Hoje dá se a impressão que há mais gente engajada. Nos anos noventa eram bem menos. Na verdade eramos poucos. Reunidos na Fundação Cassiano Ricardo nas extintas comissões. Espero que a nova Câmara tenha o bom senso de fazer voltar por lei as comissões ou até um modelo alternativo.
Cabe o empenho de Alcem ir Palma atual presidente da Cassiano Ricardo. E ao povo das artes na cidade. Temos ares novos. E gosto de não estar vinculado a instituições e partidos. Instituição para mim de agora em diante só uma escola via concurso ou quem sabe uma ONG com um projeto bem avançado. E que eu seja bem remunerado. Mas estamos ai lutando contra moinhos de vento. E pelo jeito nunca terei um cargo eletivo. As pessoas não votam em mim. Mas tudo bem serei ativista social enquanto tiver com meus neurônios em dia. Nem sei se tenho meus neurônios em dia. Mas criticar as mazelas de nossa nação Tupiniquim me fazem bem. A classe politica esta artística demais no momento. Precisam de mais seriedade muitos e muitos que ocupam cargos de decisão no setor público não tem habilidade parta tal. E falam de uma competência que não tem. Por isto obras estão sempre atrasadas. A educação não tem o necessário investimento. É quando damos nosso voto é por quatro longos anos. E não é um cheque em branco. Hoje a varias maneiras de consultar o cidadão.
Saber sua opinião. Estamos ai nas redes sociais. E com o tempo chegaremos as ruas e espaços públicos para cobrar dos poderes legislativos e executivos.
A vida sempre segue. E seguimos por entre segundos em viagens, por entre leituras de jornais.

JOKA

João Carlos Faria

Nenhum comentário: