Seguidores

segunda-feira, 8 de abril de 2013





JOKA

Sertão

Cade o mar de nosso sertão.
Cade a água que brota da terra …
E Moisés venha para nosso sertão …
É a vida de tristeza de nosso sertanejo ..

É a água que não vem dos ares …
Como um grande maná …
Cade o pão nosso que vem com à água da chuva …
Para nosso sertão …

Cade o mar que deveria estar lá …
Cade as águas …
Antônio Conselheiro peça pelo sertão …

Oremos pelo sertão …
De um povo alegre e forte …
Cade o mar de nosso sertão …
Cade a água que brota da terra …

É a vida que se faz vivida …
E cade a ciência que desvenda a terra …E faça a chuva ...
E cade o homem …
E cade a fé …
Padre Cicero, Lampião.
E cade o mar e o sertão não vira mar …
E seguimos com a mão vazia … E o coração aperriado …
Até vir a água de nosso sertão ...

JOKA

João Carlos Faria






a

Nenhum comentário: