Seguidores

terça-feira, 5 de março de 2013


JOKA

A MISERAVEL CULTURA DO ESQUECIMENTO ...

Deparei me com um livro de Cassiano Ricardo. Enfim um anjo trouxe-me novamente a poesia de Cassiano em minhas mãos. Reler este poeta é um balsamo nestes dia conturbados. Não consigo avançar além do poema Marcha Fúnebre um soneto. Destes bem construídos que talvez eu nunca construa. Minha escrita nunca se prende. Preciso melhorar minha disciplina para chegar a um soneto. Um livro amarelo velho publicado em 1965 pela Editora do Autor seleção de Ruben Braga.
Em sua primeira edição. Este poeta anda esquecido pelos críticos e editoras. Cassiano deve voltar as livrarias precisa de uma edição completa de sua obra. Ja'folheei diversas vezes seu livro Os sobreviventes. Este poeta sempre se atualizou até seus últimos livros. E o pais o nega. Sua cidade natal São José dos Campos tem uma semana dedicada a ele mas sempre fazem uma semana capenga sem chegar a obra. E nunca se debate a literatura hoje. Uma fundação que leva seu nome e não tem uma politica séria de literatura. Enfim o Brasil despreza a arte. Só a um esforço de amantes da escrita para transformar a literatura brasileira. Se dependermos de ações do poder publico com sua mediucre institucionalidade estamos em perigo. Cassiano esta além é poeta. Homem que vivenciou sua geração. Escreveu muitos livros de poesia e vários ensaios. Tem uma poética que esta valida até hoje. Mas é talvez propositalmente esquecido. Por causa de sua proximidade com Getúlio Vargas foi sensor. Esteve na politica. Com vivia com Monteiro Lobato foi da velha Academia de Letras. Mas é imortal por ter uma obra consistente verdadeira. Seu poema Moça tomando café retrata toda a produção cafeeira até chegar a Paris. Enfim deve ser lido deve chegar as livrarias. Deve estar em sites de literatura. Debatido questionado. E atualizado sem nenhuma hipocrisia. O Brasil necessita de uma politica para incentivar a literatura. E há poucas ações nesse sentido. Não temos bibliotecas em todas as escolas. Não temos em todas as cidades. Não há uma politica para se editar bons autores. Sem uma intelectualidade critica em um pais. A democracia não se fortalece. E governos continuarão a fazer o que bem entendem deste pais. Sem conhecimento literário e filosófico o cidadão esta a merce do consumismo. Não pensa em alternativas viáveis para seus problemas. Enfim sem ler livros e o mundo somos mediocres e a merce da ditadura da imbecilidade que reina na politica. E Cassiano com sua sensibilidade nos ajuda a refletir concordemos ou não com suas posições. A diversidade nos faz avançar em nossas reflexões devemos ler Cassiano. E tantos outros mestres de nossa literatura. Para ampliarmos nossa visão de mundo.

JOKA

João Carlos Faria    

Nenhum comentário: