Seguidores

domingo, 28 de outubro de 2012


JOKA

Manos e Minas

É noite de primavera. E todos os meus Demônios  já passaram por aqui. Que venham eles na noite escura e sombria na triste madrugada. A guerra é dura sempre estamos entre o Bem e o Mal e o desejo se aflora na madrugada. E a vida sempre segue agradeço a Deus pelos meus Demônios eles me ajudam a me conhecer. E saber o quanto ainda sou imperfeito. E quanto de trevas a dentro de mim. Também sou meus demônios. E a cidade se renova dentro e fora de nos uma juventude se junta para falar de arte, política em frente a uma instituição de cultura. E a vida sempre segue. Gente nova cheias de vida. Mas entre o Hip Hop e a nossa fantástica musica popular fico com a música popular. Hoje conheci a sonoridade de Markus Ribas  através de uma TV comunitária. E assim seguimos tendo grandes surpresas. Que sonoridade deste musico que esta ai desde os anos sessenta. E eu o  ignorava um talento deste porte em meu pais. Ele tem um domínio da cultura popular Brasileira como poucos viajou o mundo como  Cesar Pope. Não podemos ficar em falta com esta diversidade da cultura brasileira e a universalidade esta nestas chamas de talentos que temos. E uma nação urge e se forma na arte. Não há transformação social?  E ontem como Manuel Bandeira vi um bicho fuçando lixo num ponto de ônibus e este bicho era um homem. Como toleramos ainda isto acontecer neste pais. E a sociedade fica em silencio enquanto temos uma epidemia de drogas e álcool em nossa sociedade e há muito a fazer o estado Brasileiro esta ai organizado e cabe aos agentes públicos encontrarem saídas e não como  a de Carlos Lacerda que no Rio de Janeiro pegava mendigos e os jogava em alto mar. São seres humanos que merecem uma ajuda. E cabe ao que temos de pouca alma agir. Enfim não somos uma nação Cristã?  Falta-nos sensibilidade social. Falta nos aprender a fazer política com P maiúsculo que ajude a transformar uma sociedade e vejo na arte a chance de transformação da humanidade. O meu curso de Pedagogia cada vez mais aguça minha sensibilidade para aprender a conhecer o ser humano. Há muitos autores, muitos escritores e pensadores. E numa sala de aula a um imaginário e real a ser transformado. Mas antes de tudo um educador deve se transformar. Criar sua alma fazer valer a  ética do coração o amor a si mesmo e ao próximo. A vida é curta ,mas é uma grande escola.É noite de primavera e não me vêem a poesia de cada dia. Mas vêem o desejo de transformação de aprender ,a saber,  realmente que existe o próximo.  E saber que em qualquer mundo que estivermos nunca estaremos  sós. E as  horas passam os dias terminam e hei de criar e renovar minha arte. Ir além dos caminhos que caminhei dos caminhos que caminhamos. Viver-nos torna vivos. A chuva já passou o calor nos trópicos e apaixonante. É primavera e hora de estarmos nas ruas e como bem sabe a tribo do Hip Hop ... A revolução acontece nas ruas ... E eles estão lá todas as sextas –feiras. Manos e Minas ... Em suas diversidades de pensar. E nesta ultima sexta dois poetas e uma bailarina, jornalista estavam lá conferindo esta cena de transformação. E a vida segue. Enquanto não me vêem a poesia á música o cinema, um romance segue com minha prosa. E tudo esta dentro de mim e dentro de você o bem e o mal. E a homens que devam nascer. Mas antes devemos morrer a cada dia. Para que o novo nasça dentro de nós a partir de nosso coração que ainda se faz pedra. É noite de primavera e todos meus demônios já passaram por aqui. Devo caminhar por nossa cidade. Há muito a se desvendar em qualquer cidade.

JOKA
João Carlos Faria



PS: Os jovens se encontram na Adhemar de Barros em São José dos Campos todas as sextas –feiras em frente ao SESC. Por volta de oito da noite.
O canal referido e a TV CIDADE JACAREI.  
Cantor   Markus Ribas


Nenhum comentário: