Seguidores

domingo, 19 de agosto de 2012


JOKA

Vivemos enquanto Gaia se faz universo ...

Dedicado ao polemico Franklin Maciel ...

A vida segue ... sem parar uma brisa adentra ao meu quarto leio jornais de várias maneiras  e lanço meus palpites para o mundo este é o momento de me informar e me expressar. Começo a entender minha América Latina para nós brasileiros e mais difícil entender a América Latina , mas a desvendo e sinto-me parte de sua rica cultura. Ando a ver documentários sobre ela nossa América. Temos sim uma rica cultura. E quero circular sentir o cheiro desta América. Acabei de ver um filme em que um planeta se choca com a terra de Lars Von Trier o titulo é Melancholia e não estou nem um pouco melancólico vejo a vida acontecer e o mundo mudar vejo censuras pelo mundo todo sendo denunciadas e cada um reage a seu modo. A mim cabe escrever. Quero também fazer artes plásticas vi um ponto de vista em um dos documentários á pessoa fala que a cultura Européia valoriza a pintura e cultura Pré- Colombiana valoriza os tapetes e o que a cultura Européia desvalorizada  como artesanato. Para mim foi um susto nunca havia pensado o folclore sobre este ponto de vista. Mas devemos estar abertos para refletirmos a vida e reciclar nossas idéias. Ando perdido com os ensinos acadêmicos e sonho em voltar a ler os grandes escritores. Hoje temos contato com várias culturas e informações de vários povos sem sairmos de nossa aldeia. Mas eu necessito correr o mundo para poder respirar e ei de fazer. Mas tudo ao seu tempo. Esta América me encanta como o panke rock da banda Russa aquelas meninas arrasam em sua ousadia fez novamente o Panke Rock criar vida. E tornar-se verdadeiro. Pussy Riot  como Assange são caras novas de uma velha luta começada na revolução Francesa:  liberdade, igualdade e fraternidade uma idéia que nunca sai de moda. Em minha aldeia tentaram censurar as charges e o pensar do escritor Franklin Maciel a justiça eleitoral o indiciou  a liberdade é uma luta em todas as línguas e culturas. Quem esta vivo e se indiguina com os rumos que uma elite dominante tenta impor sempre sofre algum tipo de perseguição faz parte da historia humana. Mas como diria Os inconfidentes mineiros  contra a tirania da corte Portuguesa ...Liberdade antes tarde do que nunca ... e liberdade deve ser artística, cultural, econômica, religiosa e filosófica. Temos que por em prática em nossa vida diária este lema , pois sempre somos vitimas e algozes de nós mesmos. A sociedade que pune também somos nós. E a vida sempre segue. E estou aqui a refletir o mundo dentro de minha aldeia. E dela reflito o viver enquanto respirar. Sempre estaremos aqui poderíamos ter sido aqueles Espanhóis que saquearam a América. Em nós reside o bem e o mal. Basta tentarmos nos descobrir e ficaremos assombrados conosco mesmo. Pois como escreveu Augusto dos Anjos somos a mão que afaga e apedreja. Bendito seja Augustos que nos deixou seu legado. A poesia e a prosa faz parte de mim assim como a arte. Eu chegarei a uma arte nova que surja de dentro de mim ajudando a iluminar o meu caminho e de alguns. A vida sempre segue as formigas sobem em potes de mel. Passarinhos brincam comigo. E nunca posso soltalos. É noite la vem a bendita segunda-feira. E mesmo assim olho para as nuvens e as vejo movimentar. Pena que não aprendi com minha avó paterna a Dona Nica a interpretar as nuvens. Ela via tudo nas nuvens e fazia uma fezinha no jogo na Paraisópolis de minha infância. A vida sempre segue e eu de um lado ou outro da Sagrada Mantiqueira. Danço ciranda num Parque ...ando por Moscou ... ando na velha Londres e caminho pelos Andes de nossa América Latina que descubro sua cultura ... A vida é inefável... poética e ao mesmo tempo dura. Vamos seguindo em frente neste universos e não temos mais Cazuza a nos dizer segredos de liquidificador. ... E tudo passa e dançamos ciranda ....Enquanto Gaia se faz universo ...     

JOKA
joão carlos faria             

Nenhum comentário: