Seguidores

terça-feira, 24 de julho de 2012


JOKA

Incertezas

O que é existir? O que é viver? Nunca se sabe, tanta formula tantos caminhos. Tantos modelos que nós passam e nada é real. Só a comprovação do tempo. Viver sem o êxtase é algo insano. Viver acreditando-nos que tentam nos fazer crer é ridículo. Nunca aceito, vivemos a representar papéis. E para que? Quem nos inventa toda estas regras de convívio. E não somos donos de nosso destino. Somos meros ferramentas do que se estabelece. Mas o que se estabelece? De verdade o que nos diferencia? Sexos, desejos, opiniões, sentidos. E ai tudo se acaba numa noite sombria. Demônios povoam nossa imaginação. Medos para que tememos tantos? Não há dor maior que as diversas incertezas. Mas mergulhemos em nossas incertezas. Dias e noites passam, anos e anos se passam e de fato mudamos? Deixamos de ser, abandonamos nossas ilusões. Política, religião, trabalha o que de fato isto representa em nossa eternidade? Pessoas que estão em nossas vidas. Ou deixam de estar. Amores e desamores, desejos carnais. Paixões. E o que é tudo. Enquanto isto Urubus pousam num poste em uma praia. Carros correm a cem por hora. Guerras acontecem em todos os lugares. Crianças nascem. Pessoas morrem. E nós nesta existência a observar o mundo. Só observamos e não nos jogamos na vida?

joão carlos faria             

Nenhum comentário: