Seguidores

domingo, 29 de julho de 2012


JOKA

Em busca da liberdade ...

Acabo de sair de casa, um ônibus quase vazio num sábado á tarde tentando descansar de uma caminhada da Mantiqueira o Sol começa a se por. Uma vontade de descer no ponto e contemplar  o por do Sol, mas havia um show de Erasmo Carlos. E é um destes shows que não devemos perder. Mas enquanto o ônibus desliza pela cidade. Lembro-me da caminhada do dia anterior com os amigos Luiz Augusto e Paulo Rafael. Bem que poderíamos chamar algumas amigas para esta jornada e o convite aqui esta feito. Quem vê esta São José dos Campos urbana ás vezes não imaginam que tem uma Zona Rural em plena Serra da Mantiqueira  com uma simples passagem de dois e oitenta podemos andar por mais de quarenta e cinco quilômetros até o Bairro do Guirrra , mas o povo do Bairro de Lavras pede para que este ônibus chegue até aquela bela vila cravada na Mantiqueira. Felizmente ainda não é um lugar tão badalado e quase não há turismo. Uma Vila com Igreja, campo de futebol e pasmem uma Associação Cultural que fiz questão de fotografar. Esta é uma rota que descobri á pouco tempo e sempre a repito primeiramente descobri caminhando sozinho e agora de novo vou com outras pessoas para compartilhar nossa Mata Atlântica. Sempre paramos num aconchegante bar daquela pequena vila joseense. Ia me esquecendo a um pequena praça naquela vila. Não vi escolas e soube assistindo a um documentário Chileno que na Patagônia as vilas se formavam em volta de escolas algo bem inusitado em nossa América Latina.  Em Lavras os celulares não pegam o ônibus não chega e a comunidade não esta sendo bem assistida pelo poder público. Bem que poderia ter um ônibus saindo do centro e chegando a sede do distrito e que também o asfalto chegasse aquela estrada. Estamos em época de eleições e ai senhores candidatos? Sempre algum burocrata vai dizer não e a comunidade sempre fica a deriva. Mas aquela região é linda nesta caminhada pegamos um caminho alternativo subindo pela Igreja em direção a uma grandiosa montanha. Erramos o caminho e adentramos a algumas fazendas subimos a montanha por volta de quatro da tarde com ajuda de um simpático morador acertamos o caminho e seguimos mata adentro até uma estrada. Mais de vinte quilômetros de caminhada e até uma carona pegamos. E eu distraído quase não aceitei. São Francisco é uma região exuberante de nossa Mantiqueira. Acredito que ainda falta um projeto de recuperação da Mata ela deve ser replantada como bem nos ensinou Dom Pedro e recentemente o fotografo Sebastião Salgado. E nada como ter assistido aquele show de Erasmo Carlos que nos anos setenta junto com Roberto Carlos compunham musicas ambientais. Como disse Erasmo eles só erraram porque cantam em Português nossa língua mãe. É tão bom caminhar com pessoas inteligentes que possuem humor e senso critico bem aguçado em relação ao mundo que nos cerca. O cansaço físico pega depois desta jornadas , mas a alma sente-se livre. Pena que minha garganta anda frágil e não posso adentrar as belas cachoeiras da região é só questão de tempo. Por mim moraria numa região desta em breve haverá internet com a tecnologia 3g e até 4g a certas necessidades que a humanidade chega que não se pode desperdiçar. O duro é voltar para nossa urbanidade hoje poluída pela refinarias de petróleo   pagamos um preço alto até demais para este conforto de nós homens que vivemos a hipermodernidade. Enfim a vida segue as rotinas. E eu sempre contemplo a Mantiqueira aqui do bairro onde moro. Mas sempre volto nestas andanças de mais de vinte anos. Pois são caminhadas recheadas de debates sobre os mistérios da vida e do além morte, falamos sobre política, arte, cultura e a metafísica nossa de cada dia. E a vida segue. O show já terminou meu caro Erasmo. Mas a poesia esta ai sempre dentro de nosso coração que pulsa em busca de liberdade. E seguimos se o Universo nos permitir sempre iremos nestas caminhadas ainda chegaremos a Patagônia.

JOKA
joão carlos faria      

Nenhum comentário: