Seguidores

domingo, 13 de novembro de 2011


JOKA

Verbo

Hoje desliguei telefones.Tranquei a porta, despi-me de toda vã ilusão. Adentrei dentro de mim. Tornei-me guerreiro para lutas necessárias. Sai de cena vi TV, usei internet. Ouvi música hoje vi Bethania, Glauber, Caetano. Hoje quase li o Profeta. Mas  não mergulhei na cultura árabe. Nem na cultura Romana. Tornei-me a adentrar a cavernas sombrias. A buscar Deus de meu modo. Tudo se faz presente em mim em você. Hoje vi a Cena teatral em Sampa. Suas angustias e sua fé, nas artes. Se um dia nos seres humanos desaparecermos mesmo assim ficará registrada no Universo nossa criação. Quando criamos nos aproximamos de Deus. Hoje me vi soldado Romano. Vi-me árabe. Vi-me indígena. Hoje não sai. Fiquei  em minha caverna com meus Anjos e meus Demônios. Hoje tudo se esvaziou.Hoje  Deus se fez verbo. Fiz-me verbo. Não sou não fui. Desço e subo escadas.Tento me reconhecer diante dos espelhos. Adentro aos espelhos. Vejo-me nú. Hoje não ouve combates externos. Hoje não corri contra o tempo. Apenas o vivenciei. Hoje cuidei de pássaros, cuidei da casa. Hoje me imaginei morando na Mantiqueira. Fiz-me cinza.Hoje senti a pele queimar , senti-me na fogueira junto com Giordano Bruno. Hoje em sonhos me vi pondo o fogo que queimou Giordano. Hoje não vi julgamentos. Hoje vi o Estado se fazer presente numa favela carioca. Imaginei-me morando lá. Hoje só senti. Só adentrei a cavernas. Só vi a chuva de verão se fazer presente em mim. Hoje não fui á amada Mantiqueira. Um dia morarei lá. Entre as florestas. Perto dos elementais. Da terra do fogo da água e do ar. Hoje não vi anjos. Hoje não li as mensagens do Anjo Gabriel a Mohamed. Ó tolos donos do poder do ocidente. Quanto mais tentam denegrir a cultura árabe mais ela se fortalece. Mais se faz presente em nossas vidas. Hoje desliguei telefones. Tranquei a porta, despi-me de toda vã ilusão. Hoje me lembrei das palavras de Giordano Bruno. Da fé de Giordano. Hoje não fiz julgamentos históricos. Hoje li, estudei. Hoje me senti parte de mim mesmo. Hoje resisto. Hoje existo. Não desisto. O verbo se faz em mim.  

JOKA
joão carlos faria   

JOKA

Pensares  

Parabenizo a TV SESC pela qualidade de programação. Mantendo o mesmo estilo que faz do SESC o espaço de arte e cultura que se faz necessário nestes pais. Deixemos de nos sujeitar a FIFA. Ao FMI. Ou qualquer dos braços do Império que se desfaz. É hora de construirmos uma verdadeira sociedade que nasce da experiência humana nos Trópicos. Fico com Oswald de Andrade. Com Glauber. Mario Peixoto. Com Flavio de Carvalho que foi um artista além da atual moda da arte conceitual. Ele já era. Revisemos sua obra. Ela antecipou nosso tempo. A arte conceitual se faz presente no universo virtual.  

JOKA
joão  carlos faria    

Nenhum comentário: