Seguidores

quarta-feira, 9 de novembro de 2011


As pessoas não tem direito a um pedaço de chão. Não tem direito nem incentivo para criarem cooperativas. Não tem direito a nada. Meus avos. Meus antepassados já viveram da terra. E nossa geração se sujeita a se escravizar com um cartão de ponto. A aceitar a tola burocracia. E a bater palmas para uma justiça que tolhe o direito a moradia. Nossa geração é imbecil não se organiza politicamente. Só aceita o que vem de cima e abaixam a cabeça como os capitães das antigas senzalas. Não devemos ser nem senzala e nem casa grande. Devemos descobrir o novo. Criar uma nova economia. Banir a burocracia asfixiante. Sejamos o novo mesmo que em nosso sangue corra o do Capataz e o do Senhor de Engenho por isto fico com Zumbi com Os Males e com os Puris. Deixemos de ser escravos na mente, nas idéias e na covardia. Deus é único.

JOKA

Justiça comanda ação para desocupar o Pinheirinho
www.ovale.com.br

http://www.ovale.com.br/justica-comanda-ac-o-para-desocupar-o-pinheirinho-1.179772


Reunião entre Prefeitura de São José, proprietários da área e Polícia Militar definirá operação de reintegração de posse; moradores do acampamento programam manifestação
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Atualizada às 16h50
A juíza da 6ª Vara Cível de São José dos Campos, Márcia Loureiro, convocou o comando da Polícia Militar, representantes da massa falida  Selecta S/A  e a Prefeitura para uma reunião, nesta quinta-feira, dia 10, às 10hpara organizar uma operação de desocupação do Pinheirinho. A juíza é autora da liminar que concede reintegração de posse  à Selecta.
Durante a reunião, os moradores do Pinheirinho  realizarão uma manifestação em frente ao Fórum. 
 A tentativa de desocupação acontece em meio ao processo de regularização do terreno, já iniciado pela Secretaria Estadual de Habitação. Além disso,  a  1ª Vara da Fazenda Pública já julgou improcedente a ação movida pela Prefeitura para que fossem demolidas todas as casas e barracos construídos na Ocupação Pinheirinho.
Em seu despacho, publicado no Diário Oficial, a juíza Márcia Loureiro convoca a reunião para que sejam discutidas medidas de ações de apoio para a execução da ordem de reintegração de posse do acampamento. De acordo com o despacho, a data da ocupação será “agendada e comunicada posteriormente.”
REUNIÃO - De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, os moradores dos Pinheirinho vão fazer uma manifestação em frente ao Fórum durante a reunião.
HISTÓRICO - A área do Pinheirinho foi ocupada em 2004 e hoje abriga cerca de 9.600 moradores. O secretário estadual de Habitação, Sílvio Torres, enviou uma carta ao movimento se comprometendo com a regularização da área. Uma equipe de técnicos da secretaria já esteve no local para realizar a vistoria no local.
“A ideia de desocupação do Pinheirinho é uma insanidade. Não faz o menor sentido essa medida, já que estamos num adiantado processo de negociação e regularização”, afirma o advogado dos moradores, Antonio Donizete Ferreira.
 ·  ·  · Compartilhar · Excluir

Nenhum comentário: