Seguidores

terça-feira, 13 de setembro de 2011


JOKA

Pós 11 de Setembro

A escrita em minha vida cada vez ganha mais espaço e o entendimento do porque dela. E ao longo de minha vida cada vez ela teve um por quê?  Muito de vaidade, auto-afirmação. Loucuras uma maneira de dizer ao mundo que eu existo. Estou nos círculos literários, culturais e políticos em meus pais em minha cidade. Hoje faço por puro prazer não tenho a ilusão que com minhas atitudes mudarei o mundo se eu conseguir me entender, me entepletar já me bastará. A vida é feita em círculos. Muitas experiências dificilmente criarei uma obra definitiva. Hoje gosto de ler livros pela manhã. Desligo este universo virtual adentro ao mundo de algum escritor. E o desvendo. Estou na releitura de Sidarta de Hermann Hesse. Comprei um livro de Dicionário Mantrico de Samael Aun Weor. Por estes dias gostaria de ler algo inédito de Solfidone e dificilmente vou encontrar. Ando voltando a escrever poemas. É uma escrita que reflete nosso interior. Embora tenha me dedicado nos últimos anos a uma prosa poética. Dei uma cansada de escrever sobre política. No ano passado acabei entrando de cabeça na escrita de defesa da continuidade do governo hora vigente no cenário nacional não me arrependo tenho minhas criticas acho que deveriam ser mais ousados eles tem a chance de criar um marco civilizatório programar novas idéias ajudar a criar uma nova fase na política do planeta. Mas meu entendimento de geopolítica talvez seja parco muito pouco. Embora eu sempre reflita. Mas a leitura e as idéias nos ajudam a tentar criar algo novo.Vou ler Utopia de Thomas More uma revista sobre Karl Marx  entre outras obras. E as lerei além das apostilas da graduação de Pedagogia. Mas gosto de ler o mundo quando estou na ruas.Junto aos seres humanos que nos cercam não sou uma ilha sou um ser humano. Não viveria sozinho numa selva. Eu morreria em pouco tempo. Acredito que juntos podemos teorizar, refletir e agir para a criação de algo novo. Ainda mais com este universo virtual tão presente em nossas vidas. Raras vezes a humanidade teve chance de se repensar. Nossas instituições estão carcomidas. Somos-nos escravos do consumismo. E todas as bobagens que faz destruir os reais valores da vida. E hora de repensarmos e buscar deste Kaos fazer surgir há harmonia. E nisto sempre gostei de Solfidone por sempre tirar leite de pedra, tirando frases das pessoas mais comuns aos grandes escritores e os pondo no seu Fanzine Êxtase  em pé de igualdade. Isto carrego para o resto da vida. Sempre gostei de um poema que Edu Planchez recitava que o centro é onde estamos. Se um dia eu tiver posses quero construir um espaço sócio – cultural numa periferia da cidade que aprendi a amar. E a cidade somos todos noz. Acho que um espaço bem construído em alguma periferia com recursos  dinheiro, pessoas que acreditam em mudanças reais pode-se fazer a diferença. Acredito na idéia de cooperativa de trabalhadores no fortalecimento de uma democracia que de fato todos nos podemos participar. Vejo na estrutura partidária em nosso pais um grande atraso, toda cheia de vícios e erros na origem. E só com a Sociedade, as pessoas lutando para mudar poderão ocorrer mudanças. Lula começou um projeto que esta ai. E devemos neste Brasil pensar e por em prática algo além. Dilma anda por demais conservadora. Deveria batalhar para romper com o que esta estabelecido. Onze de setembro está sendo usado pelos Imperialista como um marco civilizatório. Que mentira usa-se a queda das torres gêmeas para implantar mais terror em todo planeta. E nos estamos de braços cruzados diante desta conjuntura internacional? Não vi em Lula e agora Dilma e na sociedade civil um empenho para se mudar e debater o sistema de telecomunicação de nosso pais que sempre esta a serviço das oligarquias mundiais. Deste culto ao nocivo Capitalismo a este modelo de sociedade que já apodreceu. O novo precisa vir sejamos o novo.Deixemos de ser velhos. Reformamos-nos. Jesus Cristo morreu e renasceu ao terceiro dia. Fez-se nascer de novo. Façamos o mesmo. Não nos devemos calar diante de qualquer injustiça que vejamos. Minhas armas são a fé ha vontade e a escrita eu as uso. Cada um de nós tem seus talentos usemos para reconstruir a Harmonia deste Kaos . No mais espero criar  novos  texto,poemas fazer livros, escrever. Aprender a fazer roteiros de filmes, escrever romances e teses sociais. Enfim sou escritor,artista,político e nada mais. Estamos aqui façamos a diferença.

JOKA
joão carlos faria                     

Nenhum comentário: