Seguidores

domingo, 28 de novembro de 2010


JOKA


A Kaoticidade urbana nos reflete ...


Enquanto no ensolarado Rio de Janeiro a liberdade de ir e vir não existe. Enquanto famílias estão presas dentro de casa. Enquanto a violência brota de dentro dos poros. E nem um desgoverno resolve. Estou aqui em São José dos Campos num calor de rachar. Hoje não vou ao Parque da Cidade. Vou ao Estival. Ver artistas se soltarem exporem seus universos muitas vezes doentios perdidos no mundo tentando ver luzes em meio a escuridão. Poetas ? Atores ? Homens e Mulheres perdidos num labirinto que chamamos de arte ? Mas como afirmam alguns esoteristas a arte hoje está degenerada? Toda perdida ? Tenho sim muitas dúvidas eu vivo na incerteza se sempre estou lá entre eles entre nós. Também sou degenerado. Ai não tenho duvida preciso me regenerar. Encontrar o Deus que habita dentro de mim. Estou repleto de Demônios. Estou tentando realmente lutar contra eles meus Demônios. Eu que sou o que sou talvez não queira ser. Estamos aqui de passagem. E Nélio não adianta nos matarmos pois já estamos mortos. Precisamos fazer o Cristo nascer dentro nós. Só há luas dentro de nós ainda não existe SOL. Precisamos fazer o Sol nascer. Não sei não consigo perceber se estou no caminho. Estou repleto de pensamentos perversos. Cheio de violência imanifestada. Não sei ainda o que é o belo. Não estou saltando abismos. Estou dentro de meu próprio abismo e não vejo o próximo.
Por isto estamos cercados de fome, misérias, doenças mentais. Nos seres humanos vivemos numa grande UTI.
Já estamos dentro do abismos. Precisamos sair nos religarmos ao todo. Me vejo KAOS … Sou Kaos. Nenhum desgoverno vai nos tirar toda esta violência. Só vejo algum alento quando estou em meio a natureza. Entre as águas. As arvores e os pássaros. Aqui na cidade nos perdemos em consumir. Em buscar ter. Tudo nos aflige. A solidão me aflige. Quero a liberdade nem sei o que de fato é liberdade. Enquanto balas estilhaçam as cabeças nas Ruas do Rio. Estamos aqui quando escrevo Rio vecé este imenso Brasil. Governado por igrejas, empresários e partidos políticos.
Se não mudarmos a nós mesmo. Tudo isto continuará e será piorado. O Rio reflete nosso interior de Kaos.
A politica reflete o deserto de desumanidade que habita em nós. Já passei por vários partidos e nenhum muda nada tudo de mal já esta enraizado naquelas pessoas com seus jogos de poder.
A bondade a verdadeira bondade não habita nesta doente humanidade.
O que será de noś . Nascemos crescemos. As vezes nos reproduzimos e passamos todas as nossas neuroses e patologias para nossas crias. E para alivio da natureza morremos.
Nada nos pertence nossos corpos não nos pertence. Então porque temos tanta vaidade. Temos tanto apegos. Nós preocupamos com nossa auto imagem. Quando eu morrer passaram alguns meses e nem sequer lembraram de minha inútil existência.
Definitivamente eu não existo e nem você existe. Eu estou adormecido. ... Quero acordar … quero passar a existir. Quero SER pois ainda não sou.
Ouço Milton ouço Chico. O QUE SERÁ QUE SERÁ ???
Preciso nascer. Preciso fazer o CRISTO nascer dentro de mim.
Sem isto farei mais uma vida que não me servirá de nada.
A vida é rápida. Ainda temos algum tempo. Mas a ampulheta de areia esta se esvaziando.
Tudo passá. O que será ainda será ?
Não devemos acreditar em desgovernos … em religiões … em utopias que nunca nos levam a lugar nenhum.
A verdade habita dentro de nós.
A liberdade habita dentro de nós.

JOKA

joão carlos faria

Nenhum comentário: