Seguidores

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

JOKA






THE TIME





O tempo tão precioso para qualquer ser quase humano que se de conta. Hoje topei com um belo conto de Gabriel Garcia Marques o livro passou pela minha mão. Um garoto o escolheu por acaso numa sala de leitura era a história de um anjo velho que apareceu numa cidade litorânea depois de uma chuva li alguma páginas para amar mais esta história deste grande escritor. Eu estava em trabalho não podia abandonar tudo para ler. Bem que tentei. Mas fui vencido pelo cotidiano. E quando descobrimos um tesouro desta envergadura o divulgamos a muitos. Mas é bobagem aquele é tesouro para mim não para outros. Nos seres quase humanos estamos perdido em nosso KHAOS interior. As vezes vemos pequenos feixes de LUZ. Nestes dias deixei meu lado interno. Minha caverna secreta. E vim ver o mundo externo e me envolvi com ele. Já sei que não devo mais me ater

a esta matéria tudo aqui é vã ilusão. Devemos estar sem estar. Somos das estrelas de um macro cosmo. Devemos transformar nosso micro cosmo. Nada é por acaso. O Universo é inteligente e move as circunstancias. Os Deuses estão aqui dentro de cada um de nós. Mas não me ative a histo e me liguei nas coisas deste mundo tão passageiro quanto qualquer existência. Tudo é poeira é passageiro. Agora descubro que devo mergulhar bem fundo dentro do ABISMO que há em mim.

Mas sempre volto. Aqui não há oxigênio por isto sempre estamos tão ALUCINADOS. Não passamos de ZUMBIS mortos vivos.

Estamos MORTOS e nos achamos VIVOS.



joão carlos faria

Nenhum comentário: