Seguidores

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Joca Faria




O JOGO SUJO DAS ELITES MUNDIAIS





Se a sociedade é o reflexo de nosso mundo interno após ler um artigo sobre a Faixa de Gaza de

Heather Sharp descubro que estamos podres. E nem adianta propor um protesto junto a embaixada de Israel na cidade de São Paulo pois eu estaria gritando sozinho. Israel chora até hoje seus seis milhões de pessoas mortas durante a segunda guerra mundial. Mas Israel provavelmente encaminha a humanidade para uma terceira guerra mundial como pregam alguns profetas. Junto com os Franceses que querem proibir a burca. O ocidente quer e provoca várias guerras. Esta semana fiquei sabendo que uma empresa Francesa que criou um sistema de cartão para vender água na Africa do Sul e uma mulher ficou sem crédito para ter agua em casa. Nas favelas no Brasil as comunidades vivem a merce do trafico.

Quantos desempregados vivem nas grandes cidades do mundo. E nós aqui só assistindo estas mazelas sociais e queremos ter paz de espirito nunca teremos. O mundo vive em guerras silenciosas e estamos aqui dentro de nossas vidas normais as vezes com algum emprego que mantém um certo padrão de conforto as vezes na ilusão de que teremos alguma coisa. E sempre criticando Hugo Chaves, Evo Morales e até Lula que é forçado a ter acordos com o honesto partido da oligarquia brasileira chamado PMDB que agora pós até o vice presidente na chapa de Dilma Roussef. O Brasil está refém destes canalhas e fascistas. Como a família Sarney. O PT apoia a família Sarney no Maranhão. É obrigado a isto? Sim pois a sociedade civil no Brasil nunca se mobiliza sempre fica em silencio será que ela tem um quinhão deste jogo sujo. Talvez não tenha mas nossas classes médias não se organizam nunca. Ou não sabe ou carece de lideres e articuladores. Os novos meios de comunicação e os problemas de hoje vão além de países e fronteiras. Tá na hora de criarmos novas formas de luta politica de forma pacifica. Como foi o envio de ajuda humanitária a faixa de Gaza.

Temos que transformar a vontade de ódio e vingança em amor. Sei que não é fácil. Explodir embaixadas de Israel ou a sede mundial da empresa que explora a água na Africa do Sul não levaria a nada só aumentaria a violência. Devemos nos inspirar em Gandhi e descobrir outras estratégias.

No Brasil o sindicalismo morreu e a luta sindical também. Nas grandes cidades precisam se desenvolver novas formas de lutas politicas e sociais. O MST enquanto movimento é o único avanço mesmo tendo uma linha considerada radical. Partidos Políticos como PSOL e PSTU. Não consegue ter a simpatia da classe média brasileira seus discursos estão fora de moda e suas práticas não convencem. Não consigo enxergar na candidata do PV partido no qual estou filiado uma alternativa sempre soube dos movimentos internos de sua direção e a mim não convencem mais é uma pena. A dicidencia chamado Partido Livre foi cooptado pelo PT. Qualquer ação nova neste pais é sempre cooptada. É difícil achar soluções mas elas virão. O pais carece de novos lideranças por enquanto vou votar em Dilma Roussef. Mas acho que ao longo dos próximos oito anos deve haver mudanças o PT corre o risco de virar um PMDB. E isto seria um grande atraso para o Brasil.

Cabe a sociedade civil descobrir novas maneiras de organização. Falta um movimento urbano que busque a geração de renda nas grandes cidades. E seja desvinculado da vida partidária.

No Brasil a cooptação de novos lideres se dá de muitas maneiras. É a falta de homens e mulheres de fibra que não se entregue a sedução do demônio no caso o poder de modo fácil.

As organizações politicas precisam ser internacionais. O que afeta Gaza de uma maneira ou de outra nos afeta. Quem sabe acordamos deste nosso egoismo e vamos em frente as embaixadas de Israel fazer nossos pacíficos protestos.

Solução para tudo tem esta na união de forças que queiram a liberdade. Mas liberdade também é

sinônimo de equilíbrio econômico, social, religioso.

Nos seres humanos estamos doente e a cura é o amor. Como o apostolo Paulo fala em Corinthios 13.

Fé e importante mas que não seja cega. Poderia ter citado alguma frase do Alcorão mas sou ocidental e este livro nunca chegou as minhas mãos.

Devemos entender a cultura muçulmana e não repeli-la. Somos uma só humanidade e este excesso de consumo nos leva a guerras.

Se não há novos lideres sejamos nós. Eu você ou qualquer outra pessoa que também tenha fé em si mesma. Que a humanidade seja feliz.





João Carlos Faria



Pasárgadas



Editora

Nenhum comentário: